MODA Postado em 28 de março de 2019

Dia Mundial da Água: o JEANS e seu impacto

Dia Mundial da Água: o JEANS e seu impacto

Oi pessoal!

O dia mundial da água foi dia 22 de março (sim, estou atrasada!), mas só agora percebi que no primeiro post sobre o assunto que fiz, não falei tanto de um dos produtos que mais gasta água em sua produção: o Jeans.

A indústria têxtil é responsável por 20% da contaminação das águas (Textile Exchange, 2010) e usa 387 bilhões de água por ano (World Agriculture and the Environment, 2004). E você sabia que, dentro disso, para produzir uma única peça de jeans são necessários 10.850 litros de água? Além de todos os químicos utilizados/despejados nas fases de desgaste e lavagem e que contaminam diretamente a água também. Portanto a produção de um jeans não só envolve um consumo extremo de água como também a polui, causando danos à saúde tanto de seus produtores, quanto dos animais marinhos e nós, consumidores.

Mas como podemos colaborar para que esses números diminuam? Existem diversos caminhos. O primeiro você já está fazendo ao ler esse texto: conscientização. O segundo é comprar peças jeans que sejam apenas necessárias – e se forem mesmo – afinal, quanto menos consumirmos, menos estas peças serão produzidas. O terceiro é encontrar marcas que tenham que tenham seus produtos jeans feitos de forma consciente. Existem fábricas com estações de tratamento próprias, para evitar o desperdício após o momento da lavagem, e marcas que fazem o desgaste de suas calças à laser (tecnologia de desgaste a seco, evitando o lixamento e o sandblasting, bastante prejudiciais à saúde dos trabalhadores) e a lavagem com ozônio (lavagem apenas com oxigênio ativo e ozônio, sem o uso de água ou de produtos químicos), como a Damyller mostra no vídeo abaixo, publicado em 2017:


A 3Jns, por exemplo, é uma marca com um modelo de negócio bem novo aqui no Brasil: eles produzem peças jeans com tecidos de qualidade, modelagem clássica – sempre com o objetivo de aumentar o tempo de vida do produto –  e as vendem. Quando o consumidor quiser substituir seu jeans por um novo, a marca o recompra e oferece um cupom para o consumidor comprar um novo jeans deles. O jeans recomprado pela marca passa por uma análise para identificarem qual o melhor processo para transformá-lo numa peça nova, e é recolocada à venda. Este processo acontece 3 vezes e, após o chamado 3º ciclo, o jeans é destinado à reciclagem. Este modelo baseado na economia circular aumenta o tempo de vida do produto e diminui consideravelmente a quantidade de resíduos provenientes de uma única peça.

Outras ótimas opções são as marcas de upcycling, como a Comas, e os brechós – afinal, quer algo mais cool do que um vintage jeans? – pois, como sempre falo: a peça mais sustentável é aquela que já existe.

Para quem quiser se aprofundar ainda mais no assunto, alguns materiais que sugiro ler/assistir:

Espero que esse post possa ajudá-los a repensar mais uma vez em seus comportamentos de consumo e a entender um pouco mais do que existe por trás de uma peça jeans 🙂 Comentem aqui o que acharam e divulguem o post para que mais pessoas possam ter conhecimento do impacto de um jeans!

Pague com
Compra segura
Formas de envio
Carrinho 0